CEO da Petrobras defende retomada de projetos interrompidos após Lava Jato

Jean Paul Prates destaca importância de concluir investimentos estratégicos e se posiciona contra abandonar obras bilionárias.

O CEO da Petrobras, Jean Paul Prates, reafirmou a necessidade de retomar os investimentos em grandes projetos que foram paralisados devido às investigações da Operação Lava Jato. Em entrevista ao BNaméricas, Prates explicou a decisão de reiniciar as obras na refinaria Abreu e Lima em Pernambuco, na Gaslub no Rio de Janeiro, e na unidade de fertilizantes nitrogenados (UFN III) em Mato Grosso do Sul, enfatizando que deixar esses projetos incompletos seria “inconcebível”.

Atualmente, a Petrobras investe na expansão e modernização da refinaria Rnest, em uma nova unidade de processamento de gás (Rota 3), e está no processo de licitação para a construção de uma fábrica de lubrificantes no complexo Gaslub. A retomada da construção da UFN III também está em preparação, mostrando um esforço considerável da empresa para avançar em seu segmento a jusante.CEO da Petrobras defende retomada de projetos interrompidos após Lava Jato

Durante a Offshore Technology Conference (OTC) em Houston, Texas, Prates ressaltou a importância de adaptar os projetos às novas realidades, evitando transformá-los em “elefantes brancos”. Ele expressou seu compromisso com a revisão e avaliação cuidadosa dos projetos para garantir que sejam viáveis e valham a pena continuar.

A Rnest está prevista para se tornar uma grande biorrefinaria, enquanto a Gaslub passará por uma reconfiguração, reduzindo as dimensões do projeto originalmente concebido como um complexo petroquímico, que posteriormente foi adaptado para um projeto de refino.

Além disso, a Petrobras planeja a construção de uma termelétrica com capacidade de cerca de 600 MW no Gaslub. Quanto à UFN III, Prates confirmou que a planta está bem conservada e a retomada dos trabalhos foi fortalecida pela aprovação do plano de recuperação judicial da Sinopec Petroleum, principal parceira no projeto juntamente com a Galvão Engenharia.

Apesar de ter outros projetos, como a planta de fertilizantes UFN V em Minas Gerais e as refinarias Premium I e II no Maranhão e no Ceará, Prates indicou que esses não estão atualmente incluídos no plano de negócios da empresa.

A decisão de seguir em frente com esses investimentos estratégicos destaca o compromisso da Petrobras em superar os desafios passados e focar no crescimento sustentável, segundo o CEO da companhia.


André Carvalho

André Carvalho é um economista e professor que se especializa em economia do trabalho e benefícios sociais. Sua pesquisa e ensino enfocam como as políticas econômicas podem ser estruturadas para melhorar a vida dos trabalhadores e reduzir a desigualdade social, contribuindo significativamente para debates políticos e acadêmicos nesse campo.

google newa

+

Relacionadas