Embarcação Wilson Sons Convertida no Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on google
Google+

Uma embarcação de suprimento de plataforma (PSV) de propriedade e operada pela Wilson Sons UltraTug Offshore foi convertida em uma embarcação de apoio a mergulhos rasos (SDSV) para um trabalho da Petrobras no exterior no Brasil.

A embarcação, a Fulmar, precisava de uma atualização da notação DP1 para a classe DP2, e o trabalho foi concluído em abril pela Wilson Sons Estaleiros em parceria com a Damen nos estaleiros da Wilson Sons no Guarujá.

Damen disse que realizou uma varredura rápida e, posteriormente, um estudo de viabilidade para o projeto antes de a Wilson Sons receber o contrato.

Daniel Pereira, Gerente de Manutenção, disse: “O projeto não foi isento de desafios. Por um lado, para ter a embarcação pronta a tempo para sua obrigação contratual com a Petrobras, tivemos apenas seis meses para cumprir todo o escopo do projeto ”.

Isso incluiu engenharia, preparação do trabalho, entregas de material, instalação e teste de FMEA. Além do estudo inicial, o escopo da Damen era engenharia, integração e gerenciamento de site da atualização do DP2.

“Outro aspecto desafiador do projeto foi que envolveu a estreita cooperação de múltiplos parceiros, entre eles: duas empresas Wilson Sons, a Damen Services e a DTC, a Van der Leun, a WEG, a Rolls Royce, a Kongsberg, a Brunvoll, a Lloyds, a Noble Denton e a LOC . Para garantir que tudo corra bem, estabelecemos uma demarcação clara das responsabilidades de cada parceiro desde o início e realizamos reuniões regulares de integração. Durante a fase de engenharia, isso significava reuniões semanais de integração para monitorar o progresso e evitar mudanças no escopo, tanto quanto possível. Mais tarde, durante a execução, reuniões de progresso operacional foram realizadas diariamente. ”

Após concluir os testes estendidos da Petrobras, o navio foi aceito e entrou em operação com sucesso no início de maio.

Veja Também

Rolar para cima