Equinor aumenta participação no Golfo do México em águas profundas da Shell

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on google
Google+

A Equinor exerceu seus direitos preferenciais para adquirir uma participação adicional de 22,45% no campo de petróleo de Caesar Tonga da Shell Offshore Inc. por um valor total de US $ 965 milhões em dinheiro. Isso aumentará a participação da Equinor de 23,55% para 46,00%. A Anadarko continua sendo a operadora com uma participação de 33,75%, e a Chevron mantém sua participação de 20,25%.

O campo Caesar Tonga está localizado a 290 km ao sul de New Orleans, na área de Green Canyon, e é um dos maiores recursos em águas profundas do Golfo do México. A participação atual da Equinor na produção de Caesar Tonga é de 18.600 boepd (líquido para a Equinor).

“Temos o prazer de aumentar nossa presença nos EUA, uma de nossas principais áreas. Esse é um ativo que entendemos bem, e nosso maior interesse proporcionará fluxo de caixa livre adicional significativo desde o primeiro dia ”, afirma Christopher Golden, vice-presidente sênior de Desenvolvimento e Produção Internacional da Equinor, North America Offshore.

Desde 2005, a Equinor construiu uma posição considerável no Golfo do México. No primeiro trimestre de 2019, a produção de ações da Equinor foi de 110.000 bopd, tornando-se um dos maiores produtores no Golfo do México.

“O Golfo do México em águas profundas é uma parte importante do portfólio da Equinor. Esse acordo fortalecerá nossa posição nesta prolífica bacia e se baseará na recente descoberta no poço Blacktip. Ainda este ano, faremos a perfuração do prospecto Monument, operado pela Equinor. o potencial para desenvolver ainda mais a nossa posição no Golfo do México “, acrescenta Golden.

A transação terá uma data efetiva em 1º de janeiro de 2019. O fechamento da transação estará sujeito aos consentimentos e aprovações habituais.

A Equinor está presente no Golfo do México desde 2005, com perspectivas de exploração e participação em oito campos produtores e dois em desenvolvimento. A Equinor é o proprietário e operador da instalação Titan.

A Equinor está planejando perfurar o prospecto Monument Paleogene no Golfo do México dos EUA em 2019.

Além de seu portfólio offshore no Golfo do México dos EUA, a Equinor tem operações extensivas nos EUA em terra como Eagle Ford (Texas), Bakken (Dakota do Norte) e Appalachian (Ohio e Pensilvânia).

A Equinor tem aproximadamente 1.000 funcionários nos EUA, com escritórios principais em Houston (TX), Austin (TX) e Stamford (CT).

Veja Também

Rolar para cima