Ligue-se a nós

Click Petróleo – Notícias de Petróleo, Offshore e Óleo e Gás

Ex-presidente da Braskem é preso nos EUA por corrupção

Naval

Ex-presidente da Braskem é preso nos EUA por corrupção

José Carlos Grubisich, ex-presidente da Braskem, foi preso nesta quarta-feira, 20, em Nova York, nos Estados Unidos, sob a acusação de corrupção. Ele também foi acusado de conspiração por violar uma lei de corrupção estrangeira dos EUA e por conspiração para lavagem de dinheiro. A informação foi publicada primeiramente pela agência Reuters e, posteriormente, confirmada. Ele é acusado de participar, enquanto presidente da petroquímica, de um esquema fraudulento para desviar 250 milhões de dólares para um fundo secreto. O caso é um desdobramento internacional da operação Lava Jato.

O executivo foi preso no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, e deve comparecer ao tribunal no fim do dia, segundo John Marzulli, porta-voz do gabinete do procurador dos EUA, Richard Donoghue. O advogado de Grubisich, Daniel Stein, da empresa Mayer Brown, não pode ser encontrado imediatamente para comentar.

Grubisich foi presidente da Braskem, empresa que tem como sócios a Petrobras e a Odebrecht, entre 2001 e 2008. Depois, assumiu o comando da ETH Bioenergia, onde ficou até 2012. Por fim, presidiu a Eldorado, empresa de papel e celulose do grupo J&F, dos irmãos Batista. Trabalhou na empresa até 2017, quando o grupo fechou negócio para vender a Eldorado à indonésia Paper Excellence. O negócio não foi para frente e está sendo discutido na Justiça.

Mais Naval

Curta nossa página

Anúncio

+ da semana

Recomendado



Para O Topo