Benefícios

Extensão do auxílio emergencial negado para Bolsa Família pode ser contestado

Beneficiários do Bolsa Família cortados do pagamento da extensão do auxílio emergencial de R$ 300 podem contestar a partir do dia 22 de novembro, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Cidadania nesta segunda-feira (02). A solicitação deve ser feita pelo site pelo próprio beneficiário até o dia 2 de dezembro.

Extensão do auxílio emergencial

Ao estender o pagamento do auxílio, o presidente Jair Bolsonaro precisou alterar e restringir as regras do programa. Dessa maneira, cerca de 2,8 milhões de beneficiários deixaram de receber a extensão. Portanto, as regras que dão direito ao benefício mudaram no início de setembro, e agora deve considerar a declaração do imposto de renda de pessoa física do ano passado, entre outros fatores.

Outros grupos que tiveram a extensão negada também podem contestar o resultado da análise. Contudo, eles devem ter se cadastrado no aplicativo ou site, ou ainda estarem inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). São eles:

  • Informais;
  • Autônomos;
  • Desempregados;
  • MEIs.

Enfim, a contestação da extensão do auxílio emergencial para o Bolsa Família deve valer para os cidadãos que fazem parte do programa, tiveram direito ao auxílio emergencial de R$ 600 e receberam ao menos uma parcela do auxílio extensão de R$ 300.

Como contestar a extensão do auxílio para o Bolsa Família negado?

Em suma, para contestar o beneficiário deve acessar o site da Dataprev e informar CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. A plataforma mostrará o motivo da negativa e dará a opção para fazer a contestação. Então o processo deve acontecer da seguinte maneira:

  1. Na página do auxílio é preciso acessar “acompanhe sua solicitação”;
  2. Depois de informar seus dados, o site mostrará porque o pedido foi negado. Assim que conferir o motivo, é possível solicitar a contestação;
  3. O Dataprev deve rever o seu pedido, que avaliará o seu cadastro e verificar se adequa-se às regras.

“Para realizar o pedido de contestação, não é necessário se dirigir a nenhuma agência da Caixa, lotérica ou posto de atendimento do Cadastro Único. As solicitações devem ser feitas exclusivamente pelo site”, reforça. Por fim, quem fizer a contestação do auxílio emergencial para o Bolsa Família e conseguir reverter a situação deve ter o pagamento em mãos até o mês seguinte ao pedido. ( DCI)

Most Popular

To Top