Foresea Revoluciona Perfuração Offshore com Inovação em Automação no Brasil

Saiba como a Foresea está liderando a inovação em perfuração offshore no Brasil, implementando uma tecnologia de automação avançada em seu navio-sonda Norbe IX para aumentar eficiência e segurança.

A Foresea Eleva Padrões de Segurança e Eficiência com Tecnologia Autônoma em Perfuração Offshore

A Foresea, uma empresa dominante no segmento brasileiro de perfuração offshore, está prestes a revolucionizar o setor com a introdução de uma tecnologia de automação operacional inovadora em seu navio-sonda Norbe IX. Esta tecnologia, a primeira do seu tipo no Brasil, passou por testes iniciais de fábrica com êxito nos meses de setembro e outubro. Espera-se que a instalação dessa tecnologia na embarcação comece em janeiro, com planos de estar plenamente operacional no primeiro semestre de 2024.

Norbe IX (Foto: Divulgação Foresea)
Norbe IX (Foto: Divulgação Foresea)

O projeto, que tem duração estimada em mais de dois anos, foca na automatização das atividades no piso de perfuração do Norbe IX, objetivando melhorar a eficácia e segurança dos processos de perfuração. Heitor Gioppo, COO da Foresea, enfatiza a importância dessa inovação tecnológica para a indústria, especialmente em um país já reconhecido pela liderança em exploração de petróleo em águas profundas. Ele ressalta que a automação minimiza erros humanos e permite a simulação e previsão de diversos cenários operacionais.

A nova tecnologia envolve a integração da sonda na plataforma Deal (Drilling Equipment Automation Layer) e a incorporação dos sistemas inteligentes Drillers Assist e CADS 2.0, desenvolvidos pela empresa holandesa HMH. Os testes de fábrica foram conduzidos na Noruega, onde um simulador 3D recriou com precisão o ambiente e operações da Norbe IX, que no momento opera na Bacia de Santos, perfurando o poço Sagírio.

Clarisse Rodrigues, Rig Manager da Norbe IX, compara a nova tecnologia a um piloto automático para o operador da sonda, destacando não só o aprimoramento do desempenho, mas também a significativa melhoria na segurança da tripulação. Rodrigues esteve presente durante a primeira série de testes práticos, testemunhando pessoalmente a eficácia dessa transformação tecnológica.


Suzana Melo

Graduada em Jornalismo pela Faculdade do Rio de Janeiro, Suzana Melo é uma voz respeitada no universo do petróleo, energia e temas correlatos. Com uma abordagem perspicaz e informada, Suzana tem contribuído significativamente para o entendimento desses setores no Click Petróleo, trazendo análises aprofundadas e notícias atualizadas. Seu compromisso com a veracidade e clareza a estabeleceu como uma referência no jornalismo energético. Contato: [email protected].

google newa

+

Relacionadas