Ligue-se a nós

Click Petróleo – Notícias de Petróleo, Offshore e Óleo e Gás

INSS: ministério Público faz posicionamento contrário a força tarefa

+ Notícias

INSS: ministério Público faz posicionamento contrário a força tarefa

Mais um capítulo na crise do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Nessa sexta-feira (17), o subprocurador-geral do Ministério Público no Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Furtado, pediu ao tribunal que suspenda a contratação dos militares reservistas para compor a ação de força-tarefa criada pelo governo federal.

A convocação dos oficiais foi feita na última semana, pelo presidente Jair Bolsonaro, que informou que estes ficariam responsáveis pelos atendimentos nos guichês do INSS.

Segundo o presidente, a ideia era que os servidores do instituto ficassem liberados para trabalhar na análise dos benefícios, reduzindo as filas.

Entretanto, sua medida foi contestada e poderá não entrar em vigor. Nos próximos dias, o relator do TCU deverá avaliar o pedido do MP para definir se a contratação será ou não suspensa. Até então, a Advocacia Geral da União (AGU) não se manifestou sobre o assunto.

Para cancelar o projeto de Bolsonaro, Lucas Furtado alegou que a contratação não condiz com as reais funções dos militares contratados para atividades relacionadas as forças armadas.

Além disso, ele alegou que a medida acaba por ignorar uma parcela de servidores e categoriza funções em um grupo específico.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + cinco =

Mais + Notícias

Curta nossa página

Anúncio

+ da semana

Recomendado



Para O Topo