Offshore

Mercado global de plataformas de perfuração offshore

O preço do petróleo bruto começou a aumentar depois de meados de 2016 e, assim, a indústria offshore de petróleo e gás começou a se estabilizar. O preço ultrapassou US $ 60 por barril em novembro de 2017. Em 2017, a atividade de contato e utilização da sonda também apresentou melhorias. A maior demanda é por jack-ups de maior especificação, juntamente com os semissubmersíveis e navios perfuradores de sexta e sétima geração para ambientes severos. A abertura das águas costeiras nos Estados Unidos para exploração e produção e recuperação da indústria brasileira de petróleo e gás, juntamente com o aumento do preço do petróleo bruto, deverão aumentar a atividade de licitação para plataformas marítimas.

Triângulo Dourado – Um dos Maiores Mercados de Perfuração Offshore

O mercado de perfuração em águas profundas deverá se recuperar no futuro próximo devido ao aumento da atividade no Triângulo Dourado – Golfo do México, Brasil e África Ocidental. A Ballymore da Chevron e a gigantesca descoberta de baleias da Shell no Golfo do México representam o sinal de revitalização regional em águas profundas depois de um longo tempo, sem grandes descobertas. Em março de 2017, a Ensco PLC, uma empreiteira de perfuração offshore, disse que eles haviam testemunhado um aumento de 200% nos anos de sonda, oferecidos para jack-up ano após ano. Espera-se que a descoberta do gigantesco campo de gás natural offshore do Egito, o “Zohr”, aumente a demanda por unidades móveis de perfuração marítima. Espera-se que vários grandes projetos de perfuração offshore, como Moçambique e Nigéria, impulsionem o mercado.

Aumento da atividade de licitação de plataformas nos EUA e no Brasil – impulsionando o mercado

Em 2018, espera-se que a atividade de licitação de sonda aumente em resposta às perspectivas positivas para a atividade de perfuração offshore. No Brasil, empresas como Chevron, Total, Shell e outras estão em conversações com empreiteiras de perfuração de unidades móveis de perfuração offshore para perfurar o pré-sal e o jogo pós-sal no Brasil. Cerca de 14 projetos em águas profundas devem chegar até 2020 no país. Espera-se que a estatal brasileira Petrobras substitua os contratos com vencimento em 2018 e no próximo ano, bem como os novos requisitos de sonda a partir do final de 2019. O governo dos EUA abriu 98% de suas águas costeiras para exploração. Como resultado, espera-se que o mercado testemunhe um aumento na atividade de licitação de sonda no período de previsão.

Excesso de oferta de frota de perfuração offshore – restringindo o mercado

O mercado de perfuração offshore está sofrendo com a lacuna de demanda e oferta, que é muito ampla para ser superada, sem um impulso adicional. O excesso de oferta reduziu as taxas de dia de sonda em 50% em 2017, em comparação com o nível de 2013-2014, e espera-se que permaneça fraco no futuro próximo. Em 2017, o excesso de oferta foi de 50% para a frota de perfuração offshore globalmente, incluindo navios-sonda, semissubmersíveis e jack-ups. Além disso, as plataformas situadas no pátio tornam-se menos competitivas e os custos de ativação de plataformas novas ou antigas empilhadas a frio aumentam com o aumento do tempo ocioso. Como resultado, a menor receita para as empresas e o custo extra para a ativação de plataformas empilhadas estão restringindo o crescimento do mercado.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − um =

Subir