Ministros anunciam medidas para redução no preço do gás e tarifas portuárias

Para os ministros, estas medidas visam impulsionar setores industriais e reduzir custos de produção do gás

Brasília, 20 de junho de 2023 – O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, revelou que existe a possibilidade de uma redução significativa no preço do gás para as indústrias. Com o programa Gás para Empregar em fase final de elaboração, a pasta busca impulsionar a produção e a estrutura de distribuição do combustível, o que poderá resultar em uma queda de até 62% nos preços.

Atualmente, o gás para a indústria é comercializado em contratos que variam de US$ 13,34/MMBtu (milhão de BTUs) a US$ 18,44/MMBtu. Silveira defende que é viável aumentar a oferta no mercado, o que permitiria a redução nos preços. Para isso, seria necessário fazer uma mudança na estratégia de produção, reduzindo a reinjeção de parte do gás nos poços, que favorece a produção de petróleo. De acordo com estimativas do ministério, essa medida poderia levar os preços para a faixa de US$ 7/MMBtu a US$ 8/MMBtu, resultando em uma redução de 40% a 62%.

Em paralelo, a Petrobras anunciou um corte de R$ 0,13 por litro no preço de venda da gasolina em suas refinarias, momentos antes do aumento dos impostos federais. A alteração foi motivada pela mudança do modelo de cobrança do ICMS. Com essa redução, o litro da gasolina nas refinarias da estatal custará, em média, R$ 2,66, o menor valor desde fevereiro de 2021 e R$ 1,50 abaixo do recorde alcançado em junho de 2022.

Além disso, o ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, anunciou a intenção do governo em reduzir as tarifas de embarque e desembarque nos portos do Rio de Janeiro e de Santos (SP), com o objetivo de diminuir os custos de produção. Os descontos serão de até 65% em Santos e 95,5% no Rio de Janeiro, levando em consideração critérios como o número de escalas da embarcação, a pontuação no Índice Ambiental de Navios e o tipo de produto transportado.

Essas medidas têm como propósito aumentar a eficiência portuária, tornando os terminais públicos mais competitivos. O Ministério de Portos e Aeroportos elaborou uma apresentação detalhando como serão estipulados os descontos, considerando as particularidades dos portos do Rio de Janeiro e de Santos.

O anúncio das medidas ocorreu em um vídeo publicado nas redes sociais, no qual o presidente Lula destacou a importância do Estado ter controle sobre alguns serviços e produtos, visando baratear o custo da produção no país e beneficiar os produtores, agricultores e exportadores.


Miquéias Santos

Miquéias dos Santos Sacramento é bacharel em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo, pela FACIIP. Atuou na assessoria de comunicação da SEDUR (antiga Sucom) e hoje é jornalista no site Click Petróleo onde escreve conteúdos para as editorias de petróleo e gás, offshore, energia e óleo e gás.

google newa

+

Relacionadas