ExxonMobil

Noble ganhou um novo contrato com a ExxonMobil na Guiana

A perfuratriz marítima Noble Corporation ganhou um contrato para o seu navio Noble Tom Madden com a ExxonMobil na Guiana. 

A Noble disse em seu relatório de status de frota publicado na segunda-feira, que o navio-sonda Noble Tom Madden, construído em 2014, havia recebido um contrato de um ano com a ExxonMobil na Guiana. A duração do contrato é de meados de fevereiro de 2019 até meados de fevereiro de 2020. A taxa de dias da sonda não foi divulgada.

De acordo com informações da Bassoe Analytics, o contrato começa em 16 de fevereiro de 2019 e o prazo estimado é de US $ 160.000.

O contrato anterior da sonda com a ExxonMobil, que expira em meados de fevereiro, começou no final de outubro de 2018, quando o navio chegou à Guiana . Foi usado para perfurar o prospecto Pluma 1 no início de novembro.

Conforme relatado na segunda-feira, o Noble Tom Madden vai perfurar o segundo poço da ExxonMobil na Guiana, planejado para janeiro. O poço Tilapia-1, a cerca de três milhas (cinco quilômetros) a oeste da descoberta de Longtail-1, está localizado na crescente área de Turbot.

Depois de concluir seu contrato com a ConocoPhillips no final de novembro de 2018, o Noble Tom Prosser, construído em 2014, foi empilhado na Austrália e, durante esse período, a sonda completará sua pesquisa de cinco anos. A sonda deverá iniciar seu contrato com Santos em março / abril de 2019.

A plataforma Noble Gene House, reconstruída em 1998, está ociosa desde o final de dezembro de 2018. Antes disso, a sonda funcionava para a Saudi Aramco na Arábia Saudita com uma taxa diária de US $ 65.000.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − catorze =

++ POPULARES

Subir