Novo Achado de Petróleo Offshore no Suriname é Confirmado por Petronas e ExxonMobil

Descubra os detalhes da nova descoberta de petróleo offshore feita pela Petronas e ExxonMobil no Bloco 52 do Suriname, um marco na segurança energética global.

CLICK PETRÓLEO – A Petronas Suriname E&P, braço da potência energética malaia Petronas, em conjunto com a ExxonMobil Exploration and Production Suriname, filial da gigante petrolífera americana ExxonMobil, anunciaram uma significativa descoberta petrolífera offshore no Suriname. Esta nova jazida de petróleo foi identificada no poço de exploração Roystonea-1, situado no estratégico Bloco 52, potencializando as oportunidades de exploração na região.

Exploração de Hidrocarbonetos em Expansão

O Roystonea-1, perfurado a aproximadamente 185 quilômetros da costa e a uma profundidade de água de 904 metros, alcançou um total de 5.315 metros de profundidade. Os resultados da perfuração revelaram múltiplos reservatórios de arenito da Campânia com presença de petróleo. Petronas agora conduz avaliações detalhadas para mapear a extensão da descoberta e suas possíveis sinergias com a descoberta anterior, Sloanea-1, realizada em 2020 no mesmo bloco.

Novo Achado de Petróleo Offshore no Suriname é Confirmado por Petronas e ExxonMobil
Novo Achado de Petróleo Offshore no Suriname é Confirmado por Petronas e ExxonMobil

Mohd Redhani Abdul Rahman, vice-presidente de exploração da Petronas, expressou otimismo, destacando que o sucesso do Roystonea-1 deve incentivar a prospecção de mais recursos hidrocarbonetos comercializáveis na região. A empresa enfatiza o compromisso de colaborar com a Staatsolie, a autoridade nacional de petróleo do Suriname, e outros parceiros, visando desvendar todo o potencial energético do país.

Contribuição Energética e Operações Conjuntas

Esta descoberta é parte dos esforços continuados da Petronas para assegurar a segurança energética global, atendendo à crescente demanda energética. O Bloco 52, abrangendo 4.749 quilômetros quadrados, está localizado na promissora bacia Suriname-Guiana, não muito distante de Paramaribo, a capital do Suriname. A profundidade no local varia, proporcionando um contexto diversificado para a exploração.

A Petronas Suriname E&P, que detém 50% de participação e opera o bloco, aliou-se à ExxonMobil Exploration and Production Suriname, que possui os 50% restantes. A plataforma semissubmersível Noble Discoverer foi contratada pela Petronas junto à Noble Corporation para perfuração no Bloco 52, com as atividades iniciadas em agosto de 2023 e uma opção de extensão.

Estratégias de Upstream e Perspectivas Futuras

Datuk Adif Zulkifli, vice-presidente executivo da Petronas e CEO de Upstream, ressalta que o achado do Roystonea-1 alinha-se à estratégia da empresa de focar em descobertas significativas com mínimos contaminantes, enfatizando o caráter estratégico e a relevância desta nova fonte de petróleo.

Adicionalmente, a Petronas Suriname E&P gerencia o Bloco 48 com totalidade da participação e mantém 30% em parceria no Bloco 53 adjacente, onde também foi feita uma descoberta, a Baja-1, em 2022.


André Carvalho

André Carvalho é um aclamado jornalista com expertise abrangendo energia, petróleo, setor naval e indústrias em geral. Ao longo de sua carreira, André tem se destacado por sua capacidade de abordar temas complexos com clareza e profundidade. Seu compromisso com a veracidade e análise criteriosa faz dele uma figura de destaque no Click Petróleo. Seu conhecimento versátil reflete a dinâmica e interconexão dos setores que cobre. Contato: [email protected].

google newa

+

Relacionadas