Petrobras conclui venda do Polo Peroá para a 3R Petroleum

A Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras, dando seguimento ao comunicado divulgado em 29/01/2021, informa que ontem finalizou a venda de todas as suas participações nos campos produtores de Peroá e Cangoá, e na concessão BM-ES-21 ( Malombe Discovery Evaluation Plan) denominado Cluster Peroá, localizado na Bacia do Espírito Santo, em conjunto com a empresa 3R Petroleum Offshore S.A., anteriormente denominada OP Energia Ltda.

A transação foi concluída com pagamento à vista de US$ 8,07 milhões à Petrobras, já com os ajustes previstos no contrato. O valor recebido ontem se soma aos US$ 5 milhões pagos à Petrobras quando da assinatura do contrato de compra e venda. Além desse valor, a Petrobras deverá receber até US$ 42,5 milhões em pagamentos contingentes, dependendo dos preços futuros do Brent e do desenvolvimento de ativos.

Essa divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018.

Essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio da companhia e à melhor alocação de seu capital, visando maximizar valor e proporcionar maior retorno à sociedade. A Petrobras concentra cada vez mais seus recursos em ativos em águas profundas e ultraprofundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos.

Sobre o Cluster Peroá

A Petrobras detinha 100% de participação nos campos de Peroá e Cangoá, localizados em águas rasas, cuja produção média de janeiro a junho de 2022 foi de cerca de 572 mil m3/dia de gás não associado, e 100% de participação no exploratório BM-ES-21 bloco, localizado em águas profundas, onde está localizada a descoberta de Malombe.

Em 2021 anunciou a venda dos campos por até US $ 55 milhões. Conforme divulgado na época, a  Petrobras venderá suas participações nos campos de gás maduro Peroá e Cangoá, e na concessão BM-ES-21 contendo o Malombe Discovery, em conjunto denominado Cluster Peroá, localizado na Bacia do Espírito Santo.

A OP Energia e a DBO Energia formarão um consórcio para aquisição do Cluster Peroá, com 50% de participação cada uma, tendo a OP Energia, subsidiária da 3R Petroleum Óleo e Gás SA, como operadora.

A Petrobras disse que a venda está alinhada com a estratégia de otimização do portfólio e a melhoria da alocação de capital da empresa, concentrando cada vez mais seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas “, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo sobre a anos.”

Sobre a 3R Petroleum

A 3R Petroleum Óleo e Gás S.A., empresa listada no Novo Mercado da B3, é uma empresa focada na requalificação de campos maduros e produtores. O redesenvolvimento de campos offshore é realizado pela 3R Petroleum Offshore S.A., antiga OP Energia Ltda.

Sobre a Petrobras

Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) é uma empresa de capital aberto (sociedade anônima), cujo acionista majoritário é o Governo do Brasil (União), sendo, portanto, uma empresa estatal de economia mista. Com sede no Rio de Janeiro, opera atualmente em 14 países, no segmento de energia, prioritariamente nas áreas de exploração, produção, refino, comercialização e transporte de petróleo, gás natural e seus derivados. O seu lema atual é “Uma empresa integrada de energia que atua com responsabilidade social e ambiental”. Em 2020 Forbes Global 2000, a Petrobras foi classificada como a septuagésima maior empresa pública do mundo.

A empresa foi instituída em 3 de outubro de 1953 e deixou de monopolizar a indústria petroleira no Brasil em 1997, mas continua a ser uma importante produtora do produto, com uma produção diária de mais de 2 milhões de barris (320 mil metros cúbicos). A multinacional é proprietária de refinarias, petroleiros e é uma grande distribuidora de derivados de petróleo. A Petrobras é líder mundial no desenvolvimento de tecnologia avançada para a exploração petrolífera em águas profundas e ultraprofundas.


COMPARTILHAR