Petrobras reduz preço do diesel pela 1ª vez em mais de um ano

Petrobras, abreviatura de Petróleo Brasileiro SA , empresa brasileira de petróleo e gás que foi fundada em 1953 para se dedicar à exploração, produçãorefino e transporte de petróleo nacional e derivados. Originalmente um monopólio estatal, a Petrobras tornou-se de propriedade majoritária do Estado, mas concorre com outras empresas brasileiras, bem como com empresas estrangeiras. A Petrobras também faz parcerias com empresas nacionais e estrangeiras e atua em mais de 25 países ao redor do mundo. É a maior corporação do Brasil e da América do Sul .

O destaque da Petrobras se baseou no notável crescimento da produção de petróleo bruto do Brasil , que passou de 2.700 barris por dia em 1953 para mais de 2.000.000 barris por dia em 2010. A chave para este crescimento foi a descoberta da Petrobras e posterior exploração de grandes campos de petróleo em águas profundas na Bacia de Campos, no litoral fluminense, nas décadas de 1970 e 1980.

Redução nos preços do diesel

A gigante brasileira de petróleo e gás Petrobras anunciou uma redução de 3,6% nos preços do diesel vendido em refinarias e distribuidores a partir de sexta-feira. As tarifas dos demais combustíveis permaneceram inalteradas. A última vez que os preços do diesel caíram no país foi em maio do ano passado.

Em comunicado, a empresa disse que o novo preço “acompanha a progressão dos preços de referência, que se estabilizaram a um nível inferior para o gasóleo” e sublinhou que a redução é consistente com a política de preços da empresa, que está atrelada ao mercado internacional. Em julho, a Petrobras fez dois cortes no preço da gasolina, mas manteve o preço do diesel estável. Na semana passada, o diretor de vendas e logística da Petrobras, Cláudio Mastella, chegou a afirmar que os preços dos combustíveis não devem cair até o final do ano, dados os problemas de abastecimento e a proximidade do inverno no Hemisfério Norte. Os preços do diesel subiram mais de 50% no ano passado. 

Essa redução é a primeira a acontecer desde que o governo brasileiro enviou uma proposta à estatal para transferir a responsabilidade sobre os preços dos executivos de nível C para o conselho de administração – onde o governo detém a maioria dos assentos. 

A medida foi a primeira tentativa direta do governo de interferir na política de preços da Petrobras depois de demitir repetidamente o CEO da empresa. Dado que a gigante de petróleo e gás tem uma participação significativa no mercado de combustíveis de refino, qualquer movimento em relação aos preços tem um impacto enorme no bolso do brasileiro e, consequentemente, na popularidade de Bolsonaro, que enfrenta uma batalha árdua pela reeleição. 

A queda do preço do diesel também vem em boa hora para o presidente, que ainda busca formas de atender às demandas dos caminhoneiros, parte importante de sua base de apoio. Entre as medidas mais recentes anunciadas pelo governo para esse fim está um vale para os caminhoneiros comprarem combustível.


COMPARTILHAR