Por que o petróleo brasileiro está bem posicionado no mercado

Investimentos em petróleo de baixo carbono posicionam o Brasil à frente na transição energética global.

O Brasil está avançando firmemente no mercado petrolífero global, capitalizando na transição para energias mais limpas. Segundo Roberto Ardenghy, presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), o país está aumentando os investimentos em produção de petróleo com foco em redução de emissões de carbono, uma estratégia que promete posicionar a nação como líder em sustentabilidade energética.

Durante a recente Offshore Technology Conference (OTC) em Houston, Ardenghy destacou que o petróleo brasileiro é competitivo tanto em preço quanto em índices de emissões de gases de efeito estufa. “Os petróleos que emitem menos gases terão uma sobrevida maior no processo de transição energética”, explicou.

Por que o petróleo brasileiro está bem posicionado no mercado
Por que o petróleo brasileiro está bem posicionado no mercado

A Petrobras, gigante estatal do setor, informa que as emissões de CO2 equivalentes por barril de petróleo extraído da camada pré-sal são até 70% inferiores à média global. Esse pré-sal já corresponde a quase 80% da produção total do país.

Para sustentar e expandir essas iniciativas de baixo carbono, o Brasil prevê investimentos da ordem de US$ 30 bilhões anuais até 2032, somente para o desenvolvimento de campos já descobertos. Contudo, esse valor pode dobrar ao considerar os investimentos nos segmentos intermediários e de refino, alcançando um impressionante total de US$ 60 bilhões por ano.

Além disso, novas explorações, como na Margem Equatorial e na Bacia de Pelotas, podem elevar ainda mais esses números, segundo Ardenghy. No entanto, ele alerta para o risco de o Brasil ter que importar petróleo se não forem feitas descobertas significativas até 2032.

O impacto do petróleo na economia brasileira é indiscutível. Nos primeiros três meses de 2024, o petróleo liderou as exportações do país, superando até mesmo o agronegócio. “É um produto de extrema importância para a saúde das contas externas do Brasil”, afirmou Ardenghy.

A Petrobras também está reforçando investimentos na expansão da capacidade de refino, junto com o desenvolvimento de projetos de refinarias modulares pelo setor privado. Estas refinarias menores, destinadas a nichos específicos como querosene de aviação e diesel, refletem uma tendência crescente de adaptação às demandas de mercado e sustentabilidade ambiental.

Esta orientação estratégica não só fortalece a posição do Brasil no mercado energético mundial, mas também alinha o país com as necessidades futuras de uma economia global cada vez mais pautada pela sustentabilidade e responsabilidade ambiental.


André Carvalho

André Carvalho é um economista e professor que se especializa em economia do trabalho e benefícios sociais. Sua pesquisa e ensino enfocam como as políticas econômicas podem ser estruturadas para melhorar a vida dos trabalhadores e reduzir a desigualdade social, contribuindo significativamente para debates políticos e acadêmicos nesse campo.

google newa

+

Relacionadas