Preços do petróleo ampliam ganhos enquanto mercado aguarda reunião importante da OPEP+

Os preços do petróleo registram alta significativa nesta quarta-feira, influenciados pela redução nas reservas de petróleo dos EUA e por interrupções nas exportações russas. O mercado aguarda ansiosamente a próxima reunião da OPEP+ para direcionar futuras expectativas.

Nesta quarta-feira pela manhã, o cenário do mercado petrolífero mostrou uma elevação expressiva nos preços do petróleo. O índice WTI Crude dos EUA apresentou um aumento de 1,77%, alcançando US$ 77,79, enquanto o Brent Crude, referência global, registrou um acréscimo de 1,54%, cotado a US$ 82,96. Este avanço ocorreu em um contexto onde a comunidade internacional aguarda decisões importantes da próxima reunião da OPEP+.

Preços do petróleo ampliam ganhos enquanto mercado aguarda reunião importante da OPEP+
Foto-Freepik

Este aumento é sustentado por dois fatores principais: um relatório da API indicando uma modesta diminuição nas reservas de petróleo bruto dos EUA e uma redução no volume de gasolina, e as persistentes perturbações nas exportações russas de petróleo. Além disso, os estoques de Cushing mostraram uma queda de 465.000 barris, após um aumento anterior de 640.000 barris.

O contexto atual é ainda mais complexo devido a uma tempestade que vem afetando os carregamentos de petróleo no Mar Negro, causando interrupções nas exportações do Cazaquistão e da Rússia. Estima-se que até 2 milhões de barris por dia estejam sendo afetados por esta situação, conforme reportado pela Reuters.

A ING, por meio de seus estrategistas Warren Patterson e Ewa Manthey, destacou que essa interrupção nos carregamentos tem um impacto significativo na produção, especialmente nos principais campos petrolíferos do Cazaquistão, onde houve uma redução de 56% na produção.

Este panorama de fortalecimento dos preços do petróleo segue o aumento de 2% registrado na terça-feira, influenciado pela desvalorização do dólar americano e pelos rendimentos mais baixos do Tesouro.

O mercado está agora voltado para a reunião da OPEP+ na quinta-feira, com incertezas sobre a definição das cotas de produção. A ING sinaliza que, na ausência de um acordo preliminar antes da reunião, os preços do petróleo podem ser afetados negativamente caso a reunião seja postergada.

Os estrategistas da ING enfatizam que as perspectivas para o mercado de petróleo em 2024 dependerão substancialmente das políticas adotadas pela OPEP+.


Suzana Melo

Graduada em Jornalismo pela Faculdade do Rio de Janeiro, Suzana Melo é uma voz respeitada no universo do petróleo, energia e temas correlatos. Com uma abordagem perspicaz e informada, Suzana tem contribuído significativamente para o entendimento desses setores no Click Petróleo, trazendo análises aprofundadas e notícias atualizadas. Seu compromisso com a veracidade e clareza a estabeleceu como uma referência no jornalismo energético. Contato: [email protected].

google newa

+

Relacionadas