Petróleo

Preços do petróleo mais altos por mais tempo podem prejudicar a economia global

O preço relativamente alto do petróleo está tendo apenas um impacto relativamente pequeno sobre a demanda, embora o crescimento econômico global possa desacelerar, disse um analista da Platts.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) disse que a expansão econômica global deve ficar em torno de 4% no ano, a par da média de longo prazo. Falando no final de maio, o secretário-geral da OCDE, Angel Gurria, disse que o crescimento é apoiado por políticas econômicas que poderiam estar mascarando alguns riscos de questões geopolíticas e aumento dos preços do petróleo.

Em torno de US $ 76 por barril para o petróleo Brent, a referência mundial, o preço é mais de 60% maior do que no mesmo período do ano passado. Chris Midgley, diretor da Platts Analytics, disse que há sinais de que a demanda pode abrandar um pouco, mas a demanda está respondendo às fortes expectativas de crescimento econômico.

“No curto prazo, o preço deve ter um impacto relativamente pequeno sobre a demanda”, disse ele em um comunicado. “Mas, se os preços das commodities continuarem elevados, poderemos começar a ver isso prejudicar o crescimento do produto interno bruto mundial – com sinais de preocupação em lugares como Turquia e Brasil, por exemplo – que podem ter um impacto muito maior no crescimento da demanda global”. “

Os preços do petróleo bruto têm sido apoiados por uma política da Organização dos Países Exportadores de Petróleo para apagar um excedente nos estoques de petróleo mantidos pelas principais economias industrializadas do mundo, com cortes de produção coordenados.

A Opep, junto com o apoio da Rússia, insinuou que poderá colocar mais petróleo no mercado no segundo semestre para compensar as questões crônicas de abastecimento da Venezuela e o potencial de declínio do Irã, um dos maiores produtores da Opep.

O impacto do esforço da OPEP, por sua vez, foi compensado de certa forma pelo aumento da produção de petróleo bruto dos EUA, que respondeu a melhorias no preço do petróleo. A Administração de Informações de Energia dos EUA estima que a produção total de petróleo bruto em abril registrou uma média de 10,5 milhões de barris por dia, acima da média de 9,4 milhões de barris diários do ano passado. A produção total dos EUA pode chegar a 12 milhões de bpd no próximo ano.

O relatório da Platts, no entanto, disse que o impacto da produção de petróleo dos EUA pode ser exagerado por causa do apetite por tipos mais leves de petróleo encontrados nos Estados Unidos contra as mais pesadas da OPEP.

“Não é um substituto e dificulta o quadro de reequilíbrio”, diz o relatório.

Links Relacionados 
Tudo Sobre Notícias sobre Petróleo e Gás no clickpetroleo.com

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 2 =

Subir