Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on google
Google+

O Brasil registrou um superávit comercial de US $ 6,06 bilhões em abril, disse o Ministério da Economia, que é mais amplo que o do mês anterior. Foi o segundo maior superávit já registrado para o mês de abril e o maior superávit mensal até agora neste ano, resultado de exportações de US $ 19,69 bilhões e importações de US $ 13,63 bilhões.

Em relação a abril do ano passado, o superávit comercial do Brasil cresceu 2,3%.

As exportações em abril foram lideradas pelas vendas de commodities, produtos manufaturados e semimanufaturados, enquanto as importações de bens de capital e bens de consumo caíram 10% e 6,6%, respectivamente, segundo o Ministério da Economia.

O superávit total no primeiro quadrimestre de 2019 ficou em US $ 16,58 bilhões, com queda de 8,7% em relação aos US $ 18,165 bilhões registrados no mesmo período do ano passado, devido a uma queda mais expressiva nas exportações do que nas importações.

Nos 12 meses até abril, o superávit comercial do Brasil foi de US $ 57,07 bilhões, queda de 10,5% em relação ao superávit de US $ 63,79 bilhões registrado nos 12 meses até abril do ano passado.

Tudo o mais sendo igual, o aumento do superávit comercial impulsiona o crescimento econômico, e um superávit ou déficit menor atrapalha o crescimento. O banco central do Brasil cortou sua previsão de crescimento de 2019 em março para 2%, ante 2,4%, observando que o comércio líquido deverá reduzir em 0,2 pontos percentuais o crescimento geral.