Tag

destaque

Navegação

Portugal anuncia vagas para soldador, montador e técnicos

Os Profissionais selecionados vão trabalhar na construção de instalações e montagem industrial. Currículo deve ser enviado por e-mail.

A empresa Systeel anunciou obra de manutenção e montagem em Portugal e por isso estão buscando profissionais a altura para desenvolver os trabalhos e entregar o projeto dentro do prazo estipulado.

Inicialmente a empresa divulgou oportunidades de emprego para as funções de soldador mig mag, soldador arco submerso, serralheiros mecânicos, montadores de estruturas metálicas, ajudantes de montagem, técnico operador de calandra, técnico operador e programador CNC e técnico de linha de corte.

Os profissionais interessados, dentro do perfil, devem encaminhar currículo atualizado para o e-mail:  [email protected] , informando o nome da vaga.

A SBM Offshore mudará seu comando no Brasil a partir de março. Eduardo Chamusca, que é atualmente o General Manager da OPS, joint venture entre a SBM Offshore e Sonangol, baseada em Angola, vai substituir Oliver Kassam, que comanda a empresa desde agosto de 2015.

A SBM é responsável hoje por sete FPSOs em operação no país, sendo seis afretados pela Petrobras e um pela Shell. Dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) indicam que as unidades respondem pela produção de 666 mil barris por dia de petróleo e 21 milhões de m3/dia de gás natural.

O novo General Manager da SBM no Brasil chega com a difícil missão de conseguir o acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF) e colocar a empresa de volta nas licitações da Petrobras. Atualmente, a Petrobras tem quatro concorrências para afretamento de FPSOs abertas e lança ainda esta semana mais uma.

A própria SBM admite no seu resultado anual de 2017 – divulgado na última semana – que a situação no Brasil continua complexa e que não pode garantir que uma solução satisfatória será alcançada. A empresa também diz que não pode estimar prazo para mudanças na atual situação. A SBM chegou a fechar um acordo de leniência com o MPF, mas o acordo acabou não sendo homologado pela 5a Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal em setembro de 2016.

De lá para cá, a empresa vem lutando para conseguir o acordo e voltar a poder assinar contratos com Petrobras. A própria estatal quer a SBM como fornecedora. Em setembro de 2015, voltou a convidar a empresa para participar das licitações, mas condicionando a assinatura dos contratos ao acordo de leniência.

E é fácil entender a razão de a Petrobras querer a SBM Offshore em suas concorrências. SBM e Modec são as duas maiores empresas afretadoras de FPSOs do mundo e possuem target para unidades de produção de grande porte, como as plataformas de 180 mil barris por dia que estão sendo utilizadas no pré-sal.

A Modec é hoje a principal concorrente da SBM e levou as duas últimas plataformas de grande porte afretadas pela Petrobras. Na próxima semana, a Petrobras recebe propostas para mais uma plataforma de grande porte. O FPSO Búzios 5 terá a mesma capacidade de produção e é uma unidade muito parecida com o FPSO Sépia 1. Isso pode ser uma larga vantagem para a Modec na concorrência, já que conhece bem o outro projeto.

Além disso, a nova gestão da SBM Offshore precisará preparar a empresa para as concorrências das petroleiras estrangeiras no país. A Statoil já sinaliza que pretende colocar a descoberta de Carcará, feita no bloco BM-S-8, no pré-sal da Bacia de Santos, para produzir a partir de 2023/2024, o que pode indicar uma licitação para 2020. Basta saber se a empresa vai usar um FPSO no desenvolvimento da produção, como era o plano original da Petrobras antes da venda da área.

Outra empresa que pode demandar unidade de produção no curto prazo é a Shell, que vai desenvolver com a Total o projeto de Gato do Mato na Bacia de Santos. A empresa já está preparando para o próximo ano campanha de perfuração para delimitação das descoberta com a área unitizável arrematada no leilão do ano passado. Protocolou o pedido de licenciamento do projeto um dia após assinar o contrato de partilha da produção. Não quer perder tempo.

Isso tudo sem falar dos projetos que podem ser destravados na margem equatorial brasileira, onde o Ibama ainda analisa licenças para campanhas de perfuração da Total, BP e QGEP. A SBM Offshore já está trabalhando na conversão do FPSO Liza, que foi contratado pela ExxonMobil para operar na região da Guiana. Há quem acredite que as descobertas na Guiana podem se estender até o Brasil.

Já foram descobertos por lá 3,2 bilhões de barris de óleo equivalente, volume similar ao declarado comercial pelo consórcio Libra na área de Mero 1, primeiro campo do projeto de Libra, área da partilha da produção da Bacia de Santos.

Acompanhe aqui as principais noticias de emprego e oportunidades disponíveis para a região de Volta Redonda/RJ. Fique ligado nas publicações das vagas abertas na CBSI e também em outras oportunidades.

A comissão da prefeitura de Volta Redonda, formada pelos secretário municipal, Joselito Magalhães (Desenvolvimento Econômico e Turismo) informou  que a CBSI vai contratar, até julho, cerca de mil profissionais, que vão trabalhar em serviços de manutenção nos altos-fornos da CSN.

A comissão  recebeu a informação durante a visita às instalações da CBSI. A equipe foi recepcionada pela Gerente de RH, Patrícia Flôres e os diretores Cássio Zanforlin e Rodrigo Moreira que apresentaram as novas instalações da empresa, indicadores de resultados, programas de capacitação, além do plano de expansão para os próximos anos.

Como uma das maiores empregadores do município, a CBSI tem buscado gerar novas oportunidades de trabalho e também de qualificação profissional para quem já está na empresa — destacou o Diretor Administrativo e Financeiro, Cássio Zanforlin, antecipando a expectativa de cerca de mil novas contratações até o mês de junho.

A CBSI tem sede em Volta Redonda; foi fundada em 2011 e já está presente nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Ceará.

Jovem aprendiz

Durante a reunião foi apresentado o programa de Jovem Aprendiz, importante para aqueles jovens que buscam o primeiro emprego. Além disso, a CBSI irá contribuir com palestras e orientação para as pessoas que procuram o Sine e tem dificuldade de fazer um currículo ou participar de uma entrevista de emprego. Com certeza essa parceria irá contribuir para aqueles que sentem insegurança durante o processo seletivo.

— Esta foi uma visita que faz parte do nosso programa de conhecer as empresas que trabalham por uma Volta Redonda com mais empregos e sustentabilidade.  A CBSI é uma grande empresa geradora de empregos e formação de mão de obra. É bom as pessoas já irem se preparando porque teremos muitas oportunidades — orientou o secretário Joselito Magalhães.

— A nossa empresa tem uma saúde financeira muito bem equilibrada. Vamos buscar serviços integrados junto com a prefeitura e expandir a nossa participação no mercado. Antes, a gente não tinha esta segurança para investir no município, segurança que nos foi dada com a nova gestão — reafirmou o diretor Cássio Zanforlin.

O Pólo Metal Mecânico está no interesse da empresa de desenvolver este trabalho: “Em vez de trazer mão de obra de fora, de outros estados, vamos qualificar o pessoal daqui de Volta Redonda, prepará-los para o novo mercado. Vamos investir no RH, alavancar os recursos humanos”, comparou Cássio.

Fonte: Diário do Vale

VEJA TAMBÉM:

Vejam todas as vagas ofertadas pela Halliburton e Schlumberger em Macaé/RJ

Excelentes oportunidades disponíveis para profissionais de Macaé/RJ

Profissionais de Macaé já podem comemorar.  Alguns contratos que estavam paralisados começam a ser liberados e com isso, muitas vagas offshore estão sendo e serão disponibilizadas para a região.

Halliburton abre processo para contratação de cargos técnicos

A Halliburton divulga processo seletivo para contratação de profissionais de nível técnico para atuarem em Macaé/RJ. As vagas são para supervisores e operadores. É requisito obrigatório que o profissional esteja cadastrado no Conselho Federal de Técnicos Industriais (CFT) e possuam experiência na função em unidades geradoras de nitrogênio ou unidade criogênica.

Os interessados devem enviar o currículo  para o e-mail: [email protected] informando no assunto a vaga de interesse (“supervisor nitrogênio” ou “operador nitrogênio”.

A Halliburton é uma empresa multinacional americana do ramo petrolífero, considerada hoje uma das maiores empresas de serviços para campos petrolíferos do mundo e um dos principais prestadores de serviços de engenharia e construção.

Schlumberger abre vagas para profissionais do segmento de perfuração

A empresa acabou de divulgar vagas para profissionais offshore da cidade de Macaé. As vagas são destinadas para complementar sua equipe de perfuração e os pré requisitos são bem específicos.

Vagas e Qualificações:

* Eletricista Chefe Offshore – é preciso ter certificado de alta tensão em elétrica industrial; experiência de pelo menos 5 anos em equipamento similar da plataforma de perfuração offshore.

* Mecânico Chefe Offshore – é preciso ter certificado de mecânica industrial ou equivalente; experiência de pelo menos 5 anos em campo com equipamento similar trabalhando em equipamento de perfuração offshore.

* Sondador Offshore – é preciso ser formado como Driller de preferência com formação técnica, incluindo certificado de controle de poço da IWCF; experiência de pelo menos 5 anos em operações de perfuração com experiência mínima de 2 anos como perfurador de operações de sonda offshore.

* Encarregado de Sonda (Toolpusher) – é preciso ter certificado IWCF Wellcontrol, mínimo de 8-10 anos de experiência na indústria, com pelo menos 3 anos de experiência como perfurador em uma plataforma offshore e pelo menos 2 anos de experiência como Tool Pusher. Cyber Chair e experiência com os controles da cabine. Capacidade de se adaptar à atividade da plataforma.

Para todas as funções é preciso ser fluente em português e ter bom domínio do inglês. Os interessados devem acessar o link da página de recrutamento da empresa, selecionar o país “Brasil”, selecionar a vaga de interesse e se candidatar.

A Schlumberger é a maior empresa prestadora de serviços de petróleo do mundo. Emprega aproximadamente 126 mil funcionários espalhados em mais de 85 países.

Vaga para Soldador

A empresa Intertank está contratando soldador para sua unidade em Macaé/RJ. É necessário ser morador da cidade (Macaé), ter experiência de pelo menos 1 ano como soldador e ter os cursos de soldador TIG/MIG e MAG. Os interessados que se inscreverem passarão por teste prático. O currículo pode ser enviado para: [email protected] e colocar no assunto o título da vaga.

A Intertank é uma empresa consolidada no segmento de tancagem e atua na produção, locação e venda de IBCs de pequeno e médio porte.

Acompanhe aqui as principais oportunidades disponíveis para a região.

O setor naval, com destaques para offshore e marítimo, está se aquecendo e abrindo novas oportunidades para diversas funções para a região do Rio de Janeiro.

Se você é profissional dos setores da indústria, petróleo, gás e/ou navegação, fique ligado nas vagas disponíveis para ajudantes, eletricistas, mecânicos, técnicos, cozinheiros e outros. Todas as empresas liberaram o e-mail para envio de currículo. Confira as chances de trabalho em aberto.

VAGAS DISPONÍVEIS PARA A REGIÃO DO RIO DE JANEIRO

TÉCNICO MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO OFFSHORE

A empresa Aircooling abre vaga para contratação de técnico mecânico de refrigeração offshore, em caráter de urgência. É preciso ter experiência mínima de 2 anos como técnico mecânico de refrigeração, experiência em CFT e curso de CBSP. A empresa não divulgou para qual projeto será a contratação, informando somente que será na região do Rio de Janeiro. Benefícios, bem como escala de trabalho, não foram divulgados. O currículo deve ser enviado para: [email protected] informando no assunto a vaga de interesse e no corpo do e-mail a pretensão salarial.

TÉCNICO EM ELETRÔNICA ONSHORE

A Airswift busca para grande empresa no Rio de Janeiro, técnico em eletrônica onshore. O profissional deve ter formação técnica em eletrônica, disponibilidade para trabalhar onshore no Rio de Janeiro, experiência anterior com manutenção de equipamentos eletrônicos em empresas de petróleo e gás. Salário e benefícios não foram divulgados. Os interessados que estejam dentro do perfil devem enviar seus: curriculos [email protected] informando no assunto a vaga de interesse e no corpo do e-mail a pretensão salarial.

AJUDANTE – CONSTRUÇÃO CIVIL

Empresa, através de divulgação da consultoria de RH Hunt Jobs, abre vaga para contratação de ajudante na área de construção civil, para a cidade de Macaé. O profissional deve ser do sexo masculino, residir em Macaé, ter experiência em construção civil e possuir disponibilidade de horário. A empresa oferece salário compatível com o mercado, plano de saúde e odontológico, transporte próprio e alimentação no local. Interessados devem enviar currículo para: [email protected] informando no assunto “Ajudante-Construção Civil”.

AJUDANTE DE ELÉTRICA

Empresa, através de divulgação da consultoria de RH Hunt Jobs, abre vaga para contratação de ajudante de elétrica, para a cidade de Macaé. O profissional deve ser do sexo masculino, residir em Macaé, ter experiência mínima de 01 ano como ajudante de elétrica e possuir disponibilidade de horário. A empresa oferece salário compatível com o mercado, plano de saúde e odontológico, transporte próprio e alimentação no local. Interessados devem enviar currículo para [email protected] informando no assunto “Ajudante de Elétrica”.

ELETRICISTA

Empresa, através de divulgação da consultoria de RH Hunt Jobs, abre vaga para contratação de eletricista, para a cidade de Macaé. O profissional deve ser do sexo masculino, residir em Macaé, ter experiência mínima de 01 ano e possuir disponibilidade de horário. A empresa oferece salário compatível com o mercado, plano de saúde e odontológico, transporte próprio e alimentação no local. Interessados devem enviar currículo para [email protected] informando no assunto “Eletricista”.

AJUDANTE – GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS

Empresa, através de divulgação da consultoria de RH Hunt Jobs, abre vaga para contratação de ajudante na área de gerenciamento de resíduos, para a cidade de Macaé. O profissional deve ser do sexo masculino, residir em Macaé, ter experiência na área de construção civil e possuir disponibilidade de horário. A empresa oferece salário compatível com o mercado, plano de saúde e odontológico, transporte próprio e alimentação no local. Interessados devem enviar currículo para [email protected] informando no assunto “Ajudante-Gerenciamento de Resíduos”.

COZINHEIRO MARÍTIMO

Empresa do setor marítimo, através da consultoria ABZ Serviços, abre vaga para contratação de cozinheiros marítimos em regime de escala, para a cidade de Macaé. É preciso ter experiência em navio tanque químico/petroleiro e com tripulação mista, além de inglês avançado, certificações CIR, EBPQ e de boas práticas. Disponibilidade para trabalhar em escala 60×60 e experiência com tripulação indiana será considerada um diferencial. O currículo deve ser enviado em português e inglês, para o e-mail: [email protected] informando no assunto a vaga de cozinheiro.

UM POUCO SOBRE AS EMPRESAS CONTRATANTES

AIR COOLING ENGENHARIA

A empresa é especializada em sistemas de HVAC, onshore e offshore atuando no mercado com: projetos e montagem de sistema de HVAC; manutenção preventiva e corretiva de sistema de HVAC; sistemas de automação; geradores atmosféricos de água potável; linha de óleos especiais e lubrificantes para motores e compressores.

AIRSWIFT

A Airswift é uma multinacional especializada no segmento de óleo e gás, que atua e opera em mais de 50 países oferecendo soluções globais para a indústria.

ABZ SERVIÇOS

A ABZ Serviços é uma empresa de consultoria que presta serviços de contratação de mão de obra para grandes empresas. É especializada no segmento de Óleo e Gás e Navegação e tem sede na cidade de Macaé no Rio de Janeiro e uma filial internacional.

Vagas para caldeireiros divulgadas pela Prefeitura de Macaé

A prefeitura disponibilizou lista com quase 70 vagas para caldeireiro, onshore e offshore. As vagas disponibilizadas são exclusivas para moradores de Macaé e região.

Vagas e Qualificações:

* Caldeireiro – 9 vagas ensino médio completo; certificações NR’s 33 / 34/35, CBSP e HUET em dia; 1 ano de experência na função.

* Caldeireiro Offshore – 60 vagas ensino médio completo; certificação CBSP com no mínimo 6 meses de validade; 2 anos de experência na função. Levar: currículo, RG, CPF, PIS, comprovante de residência e escolaridade, CNIS atualizado, certificados e carteira de trabalho.

Inscrição para as vagas

Os interessados devem se encaminhar a Central do Trabalhador que fica no endereço Rodovia Amaral Peixoto, s/n (em frente ao Estádio Cláudio Moacyr), na Barra de Macaé. O horário de funcionamento é de 8:30 às 17 horas e não é permitida a entrada com vestimenta inadequada (bermuda ou short, camisetas e trajes de banho). Fique por dentro! Outras vagas a qualquer momento aqui no portal.

VEJA MAIS:

Vagas em Macaé para eletricista, instrumentista e mecânico IRATA; veja 

 

Diversas vagas disponíveis para a obra da Termelétrica do Açu; veja

A GNA abre vagas em diversas funções para execução da obra da Termelétrica do Açu, em São José da Barra no Rio de Janeiro. É necessário ensino médio completo e experiência na função, e as vagas são as seguintes:

* Armador

* Ajudante de Mecânica

* Ajudante de Elétrica

* Ajudante de Movimentação de Carga

* Mecânico Montador

* Eletricista Força e Controle

* Eletricista Montador

* Soldador

* Montador de Andaime

* Rigger

* Auxiliar de Rigger

As vagas estarão disponíveis até o dia 28/02/2019. Para se inscrever é necessário o cadastro no site www.vagas.com/rede-de-empregabilidade ou comparecer ao balcão de oportunidades da Prefeitura de São João da Barra, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17hs.

Após o seu cadastro, você candidato autoriza e tem ciência de que o seu currículo e as informações disponibilizadas nesta página, poderão ser compartilhadas pela Rede de Empregabilidade com as empresas instaladas no Complexo do Porto do Açu.

 GNA do Porto do Açu

A GNA – Gás Natural Açu – é uma joint venture que está construindo o maior parque termelétrico a gás natural da América Latina, localizado no Porto do Açu, um dos principais complexos portuários do Brasil, oferecendo uma série de soluções logísticas para o mercado de óleo e gás do país.

Sobre o Porto do Açu

​Em operação desde 2014 e com área total de 130 km², o Porto do Açu está localizado no município de São João da Barra, no norte fluminense. São 9 terminais, divididos em áreas offshore e onshore. O Porto do Açu já movimenta cargas como granéis sólidos e líquidos, carga geral, minério de ferro e petróleo.

Estaleiro contrata pessoal para reparar serviços em plataformas de petróleo; confira

São chances de trabalho destinadas às funções de soldador e caldeireiro. Os selecionados vão trabalhar na Brasfels em unidade offshore.

O estaleiro Brasfels informou a abertura de processo de seleção para contratar profissionais para as funções de soldador e caldeireiro. Trata-se de boas oportunidades de emprego para quem pretende trabalhar em regime offshore, na indústria naval.

De acordo com a Brasfels, os contratados vão atuar junto a serviços de reparo e manutenção em projetos já construídos pelo estaleiro. Para participar da seleção, se faz necessário atender os requisitos previstos pela empresa contratante, definidos abaixo:

Caldeireiro:Possuir ensino fundamental completo,  curso de Salvatagem CSBP, Curso T-HUET, curso de qualificação de 200 horas ou experiência profissional comprovada nesta área de atuação.Conhecimentos Específicos – Ponteamento de solda e Operações com maçarico e esmerilhadeira.

Soldador: Apresentar  o certificado de ensino fundamental completo, Curso de Salvatagem CSBP, Curso T-HUET; e curso de qualificação de 200 horas ou experiência profissional comprovada nesta área de atuação. Conhecimentos específicos: Arame tubular e Eletrodo revestido nas posições 3/4G.

A empresa, estaleiro Brasfels, informou que os currículos deverão ser enviados somente para o e-mail anunciado Os interessados podem enviar seus currículos para [email protected], destacando no assunto o nome da vaga em questão.

Shell, Mitsubishi Hitachi Power Systems (MHPS) e Pátria Investimentos fecharam parceria para investir US$ 700 milhões na térmica a gás Marlim Azul, com capacidade instalada para gerar 565 MW, em Macaé (RJ). A usina foi o primeiro projeto vencedor dos leilões de energia com gás do pré-sal brasileiro. A planta entrará em operação em 2022, disponibilizando ainda energia adicional a ser vendida no mercado livre.

A Shell será responsável pelo fornecimento do gás e pela comercialização da energia. A empresa é atualmente a segunda maior produtora de petróleo e gás do país e principal parceira da Petrobras na produção do pré-sal. De acordo com dados da ANP, a Shell produziu em dezembro 329 mil barris por dia de petróleo e 13 milhões de m3/dia de gás natural, sendo a segunda maior produtora de petróleo e gás do país, ficando justamente atrás da estatal.

“Esse é um passo estratégico fundamental para a Shell no Brasil na diversificação de seu portfólio e na transição energética no país. Buscávamos uma maneira eficiente de monetizar o gás natural que será produzido nos campos do pré-sal, onde nossa presença tem aumentado significativamente. Esse projeto permitirá uma sinergia entre nossos negócios de águas profundas, gás e energia elétrica, e para isso encontramos parceiros comprometidos e alinhados com nossos propósitos,” afirmou o presidente da Shell Brasil Petróleo Ltda, André Araujo.

O projeto será 50,1% do Pátria Investimentos, 29,9% do Grupo Shell e 20% da MHPS. No pico da construção da usina, o número de empregos diretos criados poderá chegar a 1.500.

A PetroRio foi um dos destaques no noticiário do setor de óleo e gás no início deste ano, com o anúncio da compra da fatia de 51,74% da Chevron no campo de Frade, por US$ 409 milhões. Agora, a petroleira passa a ser a operadora do campo, com 70% de participação, e planeja os próximos passos para o ativo. “Faremos estudos aprofundados na área para, futuramente, iniciarmos a nossa estratégia e avaliarmos novas oportunidades de trabalho. Por enquanto, manteremos a operação normal do campo”, afirmou a companhia. Com a aquisição, as reservas da empresa vão mais que triplicar, passando dos atuais de 26,2 milhões de barris de reservas para 84 milhões de barris de óleo equivalente. Outro importante ativo da companhia é o campo de Polvo, onde uma nova campanha de perfuração está prevista para este ano. “Após os estudos na região, comunicaremos ao mercado o número de poços previstos”, acrescentou a PetroRio.

Qual o planejamento da empresa para 2019?

Em 2019, manteremos a estratégia de seguir com foco no crescimento sólido, por meio de novas aquisições, visando o histórico de ascensão que a companhia tem vivido. Vamos continuar atentos às oportunidades e participando de M&As [fusões e aquisições, na sigla em inglês] relevantes para o nosso negócio. A estratégia é mantermos o posto de maior empresa independente brasileira, com foco em campos maduros em produção.

Qual o balanço a Petrorio faz do ano de 2018?

Em 2018, tivemos conquistas significativas na história da PetroRio. Fizemos a aquisição da empresa Frade Japão Petróleo, que detinha participação de 18,26% na concessão do campo de Frade, localizado na Bacia de Campos (RJ). A compra aumentou em aproximadamente 25% a produção e 150% das reservas de óleo da PetroRio. Posteriormente, já em 2019, anunciamos a compra da fatia da Chevron, que tinha participação de 51,74%. Ao todo, teremos 70% do ativo.

Além disso, mudamos, em outubro, para um novo escritório, com formato open space e muito moderno, acompanhando o movimento vivido pela empresa neste ano de sucesso. O novo espaço dobrou a área e passou a ocupar dois andares, com uma arena instalada e espaços compartilhados, como uma academia. A ideia é reforçar o conceito colaborativo que norteia a PetroRio.

Também em linha com as novidades da companhia, lançamos, em novembro, nossa nova marca, criada de acordo com a nossa trajetória de inovação e de superação de desafios, que nos motivou a alcançar nosso maior objetivo: fazer melhor que ontem, sempre.

Quais são as previsões de crescimento?

Seguiremos atentos às oportunidades, participando de eventos, conversas e M&As. Novas aquisições sempre estão no radar, mas temos um modelo de investimento bastante consciente, no qual as ofertas são pensadas de forma estratégica e em linha com nosso modelo de negócio.

Existem planos de expansão de portfólio?

Estamos sempre de olho no mercado e em novas oportunidades. Nosso foco é manter o crescimento sólido por meio de novas aquisições. Assim como fizemos em Frade, vamos buscar ativos estratégicos para a companhia, que estejam alinhados ao nosso modelo de trabalho e à recuperação de campos maduros, nos quais demonstramos expertise com os resultados satisfatórios obtidos em Polvo.

O que a empresa planeja para o campo de Polvo?

O CEO da PetroRio, Nelson Tanure (à direita), na assinatura da compra da participação no campo de Frade

Polvo é o nosso principal ativo e se provou um case de sucesso, possível de replicá-lo, inclusive, em campos maduros com reservas maiores. A área seria abandonada em 2016, mas com todo o investimento e trabalho realizado pela PetroRio sua vida econômica foi estendida, ao menos, até 2026. A campanha de perfuração foi iniciada em abril, em tempo recorde – 150 dias – e com investimentos de US$ 50 milhões, os resultados obtidos foram surpreendentes: a produção saltou de cerca de 6.000 barris/dia para 10.500 barris/dia.

Neste projeto para o Campo de Polvo, a PetroRio perfurou mais de 19,6 km, o que corresponde a quase uma meia maratona. Os poços são de longo alcance e seguem uma tecnologia chamada de perfuração direcional. Os equipamentos partem da sonda descendo na vertical até chegar a 2,3 km.

Estamos avaliando iniciar uma nova campanha de perfuração em 2019, devido ao sucesso da última, realizada ano passado. Após os estudos na região, comunicaremos ao mercado o número de poços previstos.

Quais são os planos de extensão da vida útil do campo de Frade? Quando a empresa começa a operar o ativo?

Anunciamos recentemente uma nova aquisição no Campo de Frade, onde a PetroRio deterá 70% de participação e se tornará operadora do ativo. Faremos estudos aprofundados na área para, futuramente, iniciarmos a nossa estratégia e avaliarmos novas oportunidades de trabalho. Por enquanto, manteremos a operação normal do campo.

Com este passo, a produção da PetroRio no Campo de Frade passará a ser de 15 mil barris/dia. Ao todo, somaremos uma produção de óleo e gás de aproximadamente 28 mil barris/dia – mais do que duplicando a produção atual. Esse aumento do volume produzido consolida a posição da PetroRio como a maior companhia de óleo e gás independente do país. Além de ampliar a produção, o negócio terá impacto positivo nas reservas da empresa, que irão mais do que triplicar, passando dos atuais de 26,2 milhões de barris de reservas nos campos de Polvo (Bacia de Campos) e Manati (Bacia de Camamu) para 84 milhões de barris de óleo equivalente. ( Fonte )